Vídeo

Dove. De novo.

Acho que uma dos primeiros cases que estudei na faculdade foi sobre a Dove e sua companha da real beleza. Eu lembro que na época, pensei: “Ahn ham, tá, real beleza, uma marca grande dessas? Conta outra.”.

Anos se passaram (eu fiquei velha) e o mote continua aí, inclusive como título do site oficial no Brasil. Eles não desistiram. Eles insistem em dizer que mulheres são lindas como são.

E não é a primeira vez que me emociono com uma campanha da Dove, são várias criações incríveis no canal oficial no youtube, mas obviamente eu não tinha como não me identificar com esta, cujo slogan #LoveYourCurls e o depoimento de garotinhas lindas sobre a autorrejeição de seus cachos encheu meus zóios de água salgada, porque eu já tive as exatas mesmas neuras.

Pois bem: é só da o play aí em cima e preparar o lencinho 😉

Miniconto 48* – Ferramentas

Tinha três ferramentas que gostava muito: a almofada, a esposa e a filha da vizinha. A vantagem é que elas ficavam bem silenciosas enquanto ele fazia o serviço.


O miniconto de hoje é ilustrado ( óooh!)

É consenso absoluto que uma boa peça publicitária não se explica, não é? Deve ser por isso que eu não investi nessa que está aí em cima, feita para o Prêmio Central do Outdoor deste ano, que tem como tema “Pedofilia. Tem que ter um basta.”

Esse post devia vir antes do dia 11 de setembro, que foi quando acabaram as inscrições, mas o miniconto só me veio na cabeça hoje, então …

Como serviço de utilidade pública eu digo: pra quem não sabe, a pedofilia (tão conhecida) é um comportamento sexual parafilico. O que é isso? Olha só que poético: do grego, para (“fora de”) e philia (“amor”). Atitude que absolutamente tem a ver com amor, isso é a parafilia. Prazer com coisas incomuns, muitas vezes (veja bem, eu disse muitas vezes e não todas as vezes) ligados a perversão sexual, como por exemplo o sadismo ou o masoquismo.

O problema ( do assunto e da peça =S) é que o conceito de parafilia é ainda incerto, por ser tão abrangente. Estão decidindo o que pode ou não ser considerado normal, enquanto isso, é bom que fiquemos “ligados” no assunto, já que é tão comum vermos casos de abuso sexual circulando pelos jornais, televisão, rádio, esquinas, casas visinhas, nossas casas ..

O meio mais eficiente continua sendo DENUNCIAR. Denúncia anônima existe justamente pra inibir o medo de abrir a boca. É isso aí.

PS: Pra quem não acreditava no meu potencial criativo (e minha paciência), a peça foi feita no paint, haha ( Não vale dizer que deu pra perceber :P) PAINT RULES !!!

PS 2: Vai que é tua, Tiago!!!

A Hora do Planeta

Muitos já devem ter ouvido falar, mas lá vai mais uma notícia que é veiculada em dezenas de meios de comunicação ( até com ajuda de celebridades, empresas privadas, etc.)

A Hora Do Planeta

É bem simples: a ação consiste em desligar as luzes da sua casa por 60 minutos num dia e hora pré-determinados. É um apagão do bem .
Dessa vez, o dia escolhido foi dia 28 de março (sábado) das 20h30 às 21h30.Esse movimento serve como influência (pressão, na verdade) para que as autoridades mundiais assinem um possível Acordo Global do Clima, que – como tantos outros- tem por objetivo reduzir a emissão dos gases de efeito estufa na atmosfera, reduzindo os efeitos do aquecimento global.É isso aí, o clichê mais usado no mundo é muito verdadeiro: pequenos atos realmente fazem a diferença.

Aproveitando pra divulgar o site: http://www.abeautifullie.org/.
Idealizado pela banda 30 Seconds to Mars, ele denuncia abusos contra animais, movimentos que prejudicam a natureza, etc.
Além disso, eles divulgam no site projetos de ações simples que podem ajudar na preservação do meio ambiente e, de quebra, ( pra quem gosta do som da banda e tem a sorte de morar perto de onde os shows acontecem) eles “sorteiam” ingressos e passes pra sessão de autógrafos – que sempre realizam depois dos shows. É só participar.

Miniconto – Lenda Urbana

O homem era muito forte, a pobre se debatia desesperadamente em vão. Após alguns minutos, deu adeus às suas saias prediletas e cedeu à dor quase insuportável. Mesmo depois daquele dia, a garota ainda acreditava na velha história da cegonha.

 _

A campanha abaixo foi criada pela agência indiana Lowe Lintas para a Vatsalya, uma fundação que luta contra o abuso infantil. Nesse caso, ela cita especificamente os garotos que também sofrem com esse tipo de violência.

 

“One out of six boys is a victim of sexual abuse. You can help. Call. Vatsalya” (Um em cada seis garotos é vítima de abuso sexual. Você pode ajudar. Ligue.)