Miniconto 151* – Esperança

Abria as portas e janelas todas as manhãs, mas às vezes nem o sol vinha lhe visitar.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *