Miniconto 136* – O que não sai

Sinto o toque, não me volto.
Suas mãos permanecem em meu voto
De nunca mais gozá-las.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *