Miniconto 131* – Olência

Vi Olência sair do mercado
Carregando um punhado de sonho
Outro de liberdade
Tinha um arroxeado no olho
Lembrando-a que tudo aquilo era muito caro.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *