Carta de uma jovem velha

Não sei se poder inconsciente de um livro, ou fato consciente da vida, hoje descobri: sinto-me uma velha. Dessas que viveram à toda atrás de um amor, ainda que aqueles de verão.

Invejo quem pode se apaixonar, sem vergonha do colorido das palavras, do sustenido do coração… tão óbvio, tão adolescente. Um coração quente que não se pode gelar, nem pela morte.

Sinto-me uma velha ao observar o comportamento dessas crianças, sempre radiantes, combinando com os dias intermináveis de sol .
Enquanto eu, aqui, sentada a olhar as nuvens sem forma, o ar denso e triste, os passos apressados dos corações descompassados de tanto amor.

Meio século se passou desde o primeiro beijo apaixonado, e nada é como se fosse ontem, mas sim como um futuro do passado. Assim: tão trágico e sem esperança.

Sinto-me uma velha com esses olhos insóbrios de tanto esperar.

Uma velha escondida entre os tantos romances avassaladores e eternos. Aqui, sentada, regando com esforço o hedonismo nas madrugadas de saudade.

Novo Banner / Logo

Ye Pá.

Escolhi este nome para o meu primeiro blog. Quem saberia dizer o que isso significa?
Acho que ninguém. Pois bem, esse é o nome da “deusa da criação”em culturas indígenas.

A escolha desse nome para o blog não teve nada a ver com pretensão (juro!). Na verdade, eu queria um nome que pudesse ser lincado com sabedoria que, pra mim, é a maior virtude do ser humano. Então, na hora de escolher um nome, ficou essa coisa “da criação” mesmo, pela pressa e porque eu achei lá o nome dessa deusa bacana e simples. Pois bem, mantenho.

Mas e o logo? Ah, o logo! Quando se pensa em ideia, vem logo a imagem de lâmpada na cabeça por causa daqueles malditos desenhos animados. Então, por falta de opção, e por não querer assustar a mim mesma colocando minha foto como banner, eu fiz o que era o logo do blog. Coitado. Tão mal feito e sem graça, uma hora teria que ter fim… e teve.

Na hora de elaborar um novo .. pensei no que pudesse ter a ver com sabedoria, e olha o que me apareceu! Um dos meus animais prediletos, a coruja. A partir daí foi viagem pura: percebi que o olho dela poderia formar a minha inicial “G” (fig. 1), e então mantive a cor amarela (da criatividade, do “iluminar”) e deixei os olhos totalmente redondos, pra dar um tom mais moderno e combinar com o formato da letra, entende? Dupliquei e inverti a imagem … na esperança de deixar mais claro o formato do rosto de uma coruja. Alguns dizem que dá pra perceber, outros não. Fato é que, por experiência livre, preferi manter os dois olhos do animal no logo.

Quando eu quiser simplificar, é só tirar um olho … virar o outro num ângulo de 90º e pronto! Teremos a letra G novamente =D
Blá blá blá, wiska sachê, Gessica, coruja, sabedoria, novo logo e novo banner do blog. É isso:


Para saber mais:

Coruja. Ave de rapina ágil, solitária, observadora e excepcionalmente perceptiva; misticamente falando, é símbolo da sabedoria e inteligência, e também o animal de estimação da conhecida deusa Atena (sabedoria).

Gessica Borges. Mamífero altruísta, porém muitas vezes recluso. Segundo pesquisa de campo com amigos conhecidos há mais de 3 anos, tem como característica marcante a inteligência, dedicação e bom humor.P.S.: Inteligentes todos somos.
“Dedicada” na verdade quer dizer “meio nerd” já que eu sou chata e quase sempre desesperada com trabalhos e provas. Ô fase que não passa! =/

P.S.2: PAINT RULES!! ( Mas preciso aprender a mexer no Photoshop/Corel)

Você conhece o Profeta Gentileza?

Quase ninguém sabe, mas existiu um homem brasileiro que profetizava gentileza. E de graça!
Não, não tem nada a ver com Inri Christi. ( ¬¬)
Sim, ele provavelmente era maluco.
Deixou de lado a administração de uma empresa de distribuição e, depois de ter ouvido uma “mensagem divina”, ajudou vítimas de um circo que pegou fogo em Niterói – RJ e saiu por aí falando de harmonia e amor.Vai entender!
Conheci o cara numa música da Marisa Monte, “Gentileza” ( para ver no youtube, clique aqui), e quando percebi… já estava envolvida na história dele.

É bacana de ler e bacana de divulgar. E estou nos meus melhores dias hare krishna (o.O) então lá vai: ( ops, isso é meio pejorativo :P)

Site: http://www.gentileza.net/

Poema que fiz para um trabalho e para o meu baralho de sentimentos:

___

Você conhece o profeta Gentileza?
Imagino que não,
Quão importante é pra nação um velho perene,
Que prega a nobreza de uma sociedade ensimesmada?
Brevemente,
Conto agora a história
Deste missionário valente.

De empresário a cavaleiro andante.
Contemporâneo da paz,
Ele foi.

Nos anos 60,
Ao fogo um circo cedeu
Num gesto mágico ,
Um coração distinto compadeceu.
Deu-se o início
De uma missão
Pela gentileza.
Disseminando pureza
Numa empreitada audaz se compôs
De amor e nobreza
Munido apenas de tinta e palavras
Facilmente apagadas,
Pela borracha do poder.

Teve de renascer, dia após dia.
Para profetizar a simplicidade
De um m sorriso espalhar,
Um elogio falar,
Um direito respeitar.
Ajudar,
Regar,
Reavivar
Resgatar,
O que é nosso por instinto,
Que num gesto sucinto
Pode alegria gerar.

E na multidão de gente condicionada, ao nada,
Na Central do Brasil,
De um estandarte
A frase partia
Nas mãos do senil :
Gentileza gera Gentileza.