O que realmente importa?

Apesar do título aparentemente “polêmico” o poema abaixo não trata de nada político, também não diria que social.
Na verdade, não sei do que o poema abaixo se trata, já que foi escrito em 10 minutos numa sala de aula muito barulhenta. Eu tinha 16 anos e estava realmente entediada com a aula, aí peguei um papel qualquer e fui “telepatiando” o que vinha na cabeça.
Saiu isso aí.

______

O que realmente importa?
A beleza meio morta?
Ela entra em sua porta?
Ela chove na sua horta?

O que realmente importa?
A paixão incandescente?
O que o seu coração sente?
Quem você quer de presente?

O que realmente importa?
Você está apaixonado?
Pela vida ou por um lado?
Só o lado comentado …

Quem te invade a porta?
A beleza de não ser morta?
A alegria mórbida?
O conformismo importa?

O que é ser belo?
O cabelo?
O camelo?
Seu espelho te reconhece?
Me confessa a sua prece!

O pé feio
Nariz no meio
Da cara murcha
Parece a Xuxa
Cara de bruxa!

A Keka
A Cuca
A Luka
“To nem aí!”

O que realmente importa?
Você não me suporta?
Eu passo na sua porta?
Eu nasço na sua horta?

Cara de cú
Bunda de cara
Torta na cara!
A cara torta …

O que realmente importa?
O meu conceito?
O seu direito?
Você não gosta?
Cianureto.

2 thoughts on “O que realmente importa?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *