Miniconto 39* – Rima Negra

E quando pulou na frente do trem, um segundo antes da morte, desejou poder de desaparecer em um golpe de sorte.

3 thoughts on “Miniconto 39* – Rima Negra

  1. Anônimo says:

    ei minininha… entrei hj pela primeira vez no seu blog,
    interessantissimo… gostei de algumas coisas, achei algumas estranhas… mas sabe como eu sou viciado em cinema a palavra escrita não me atari da mesma forma que a vc, no entanto, passarei a visitar seus “pensamentos” com maior frequencia..

    ps. não coloco acentos pq tenho vicio de programação!!!

    bjos Paulo Roberto Pézão

    (o final meio que rimou… sem intenção)

  2. Rs, Tiago Macabro.

    Coisas interessantes e estranhas são, na maioria das vezes, irmãs. Então acho que isso é bom né Paulinho?

    Espero mais visitas.
    valeu por ter vindo hoje 😉
    Rs, entendo seus vícios.. mas, olha só, rimando assim… você já pode arriscar o prazer da poesia 😉

    Beijo*

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *