Que burocracia, que nada!

Se tinha uma coisa que Júlia não suportava, era pedir dinheiro ao seu padrasto. Ele a adorava e fazia tudo por ela. Ela só falava com ele aos gritos, descarregando no coitado suas frustrações e desesperos inventados. Um dia precisou dele, mas foi esperta:

A enteada do Gerente de Comunicação daquele banco, na sessão de empréstimos, com um ar superior:

– Preciso de R$10.000,00 para pagar em 15 vezes, sem juros, ainda hoje.

O Gerente de Contas espantado com a ousadia da garota:

-Isso não será possível , o seu limite de empréstimos está realmente muito abaixo do que a senhora necessita e não abrimos exceções sob hipótese alguma.

Uma ligação :

– Pai, preciso de R$10.00,00 pra hoje e o imprestável Gerente de Contas desse banco não quer liberar o empréstimo só porque o meu limite é menor do que eu preciso. Danem-se os limites! Eu preciso disso agora.

O Gerente de Comunicação, assustado com a irritação da enteada preferida, assume uma voz grave e pede que ela passe o telefone para o homem à sua frente:

Uma frase.

-Eu impedi que o escândalo do desvio de dinheiro que o senhor fez se espalhasse. É a hora da retribuição.

Naquele dia, a garota saiu do prédio aos pulos pensando: Com aquele vestido novo combinado com a jóia daquela loja, por onde eu passar na festa, se jogarão aos meus pés. Quero só ver se ele não volta pra mim.

=
Você já chegou a contar quantas vezes se comunica com algo, ou alguém durante o dia? Desde decodificar as letras no jornal até a última palavra antes de dormir?
A comunicação está em tudo, todo o tempo, é tão importante que pode ser “confundida com a própria vida.”¹

Pois bem, networking e comunicação são a base do elixir da evolução (e da consignação?)
É simples assim: quem não se comunica, se trumbica.

___
¹ É o que diz sobre a comunicação Juan E. Díaz Bordenave no livro “O que é comunicação” (Ed. Brasiliense).

One thought on “Que burocracia, que nada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *